<BODY>
4.8.04



Quase em dia com o mundo

******************
Visitar cinquenta blogs que eu amo mas nunca mais pude visitar;
Telefonar pra uma amiga que eu amo, mas nunca mais vi;
Comer chocolate, que eu amo, mas não tinha dinheiro pra comprar;
Planejar sair pra dançar,coisa que eu amo, mas nunca mais pude fazer;
Dormir até meio dia, AH!
Falar no telefone com gente legal durante horas...

*******************

Quem disse que a felicidade não existe?

*******************

Falando nisso, vou contar uma historinha. Sem juízos de valor, só uma historinha.

***

Eu moro em um condomínio. No meu condomínio, as pessoas costumeiramente não pagam a taxa de condomínio, o que resulta em paredes sujas. Como o Feng-shui já comprovou (pseudo) cientificamente, a cor-de-limo é a mais negativa de todas, e atrai kilobytes de energia negativa para os moradores.

Em suma, fez-se um arraial aqui no condomínio para arrecadar dinheiro e pintar o condomínio. E, como toda boa festa junina tipicamente amazonense, aconteceu em JULHO.

***

Eu tinha acabado de chegar da agência de turismo, onde eu NÃO tinha comprado minha passagem pra Cuiabá, e estava realmente morrendo de medo de não conseguir vaga em nenhum vôo. E também estava com o estresse acumulado, pois TODO o dinheiro que seria usado para comprar a passagem estava na minha bolsa- em notas de um real. Eram mais de mil reais. Estava tudo enrolado como um charuto, dentro da caixa dos meus óculos.

*
Não, eu não acho isso racional.
*
Chegando no condomínio, vejo as bandeirinhas coloridas, o palco, o aquecimento das bandas (aquecimento de bateria é a pior coisa do universo, tá-tá-tá-tum, tá tá tá tum), e penso: hoje ninguém dorme aqui...

De repente, quem eu vejo, muito serelepe no meio das barracas de comida? Mamãe-prodígio, com o seu braço engessado.

EU -Mãe, o que tu estás fazendo aqui?
Mamãe-prodígio - Ajudando, ué...
EU - Com o tu pode ajudar com o braço engessado?
Mamãe-prodígio - Dando palpite, opinião, conselhos... Comprou a passagem?
EU- Não, não tinha reserva.
Mamãe-prodígio - Então vai pra casa agora mesmo e deixa esse dinheiro guardado! Depois toma um banho, passa um batom e vem pra cá, que a festa vai ser divertida!
EU - Mas mãe, eu não gosto de...
Mamãe-prodígio - Eu sei que tu não gosta, mas não tem nada de comer em casa, nem leite. A gente vai ter que lanchar aqui mesmo.
EU - ....

**********

Eu juro que adoro a minha mãe. Juro mesmo, sem ironia alguma. Mas eu realmente detesto quando ela decide as coisas por mim.


**********

Menina-prodígio contando pela centésima vez o dinheiro da passagem

EU (SOZINHA NA MESA DA COZINHA, COM O CABELO PRESO POR UM LÁPIS) - 200,201,202... Droga, errei de novo!

Menina-prodígio contando pela centésima primeira vez o dinheiro da passagem

EU (SOZINHA NA MESA DA COZINHA,COM GOTAS DE SUOR ESCORRENDO PELA TESTA) - 322,323,324,325...Ai, que calor, meu Deus...326,327,328,329,330. (Levanto de ligo o ventilador) 340, 341, DROGA, TÁ VOANDO TUDO PELA CASA! Mas que bela %$#@##* !!!!!

Menina-prodígio contando pela centésima segunda vez o dinheiro da passagem

EU (SOZINHA na mesa da cozinha, amaldiçoando quem inventou a nota de um real) - 497,498,499,500. Prender o montinho com elástico, muito bem. Dois montinhos de quinhentos reais. Ué, cadê o resto do dinheiro? Devia ter mil e duzentos e dois aqui!

Menina-prodígio correndo desesperada pela casa procurando os duzentos e dois reais desaparecidos

EU (QUASE CHORANDO) - Onde pode estar? O VENTILADOR!

Menina-prodígio rastejando debaixo da cama e encontrando duas notas de um real
Menina-prodígio revirando sua bolsa e não encontrando os outros duzentos
Menina-prodígio à beira do colapso nervoso

EU- Meu Deus, onde podem estar duas notas de 100 reais?

*****
Aí eu lembrei que, quando a moça responsável pelo dinheiro me entregou tudo, eu vi as duas notas de 100, e brinquei com ela:

EU - OLha, que bonitinho, adorei esse peixinho! (O peixe que está desenhado atrás da nota de 100).
ELA - Bem que eu queria ter um aquário cheio deles...
EU - Eu amo a natureza, preservem os peixes!

E lembrei que eu enfiei as duas notas dentro do sutiã !!!(Eram suas da tarde, vocês não imaginam, o que o calor faz com uma pessoa.) Mas eu já tinha tirado a roupa que eu usei na rua, e o sutiã estava...

************

Menina-prodígio correndo para o tanque de roupa e sacudindo o sutiã

Menina-prodígio encontrando duas notas de 100 reais escondidas no espaçinho existente entre a renda e a espuma do sutiã

**********

Menina-prodígio contando o dinheiro pela centésima terceira vez

*************

Menina-prodígio tomando banho e penteando o cabelo simultaneamente

Menina-prodígio escolhendo o vestido menos usado do armário

Menina-prodígio indo para o arraial do condomínio

APRESENTADOR - Então, quem dá vinte reais? A senhora , muito bem, quem dá mais? Vinte e um, temos vinte e um, aquele cavalheiro deu vinte e um, apenas vinte e um? Alguém dá mais?

EU - (PENSANDO ALTO) Um leilão! Que interessante, normalmente nesse arraiais de bairro brega o ponto alto da festa é o bingo de um quarto de boi, uma grade de cerveja, ou um frango assado!

Apresentador - Trinta reais, dona Isoldina, muito bem! Trinta e um reais, seu Adamastor, muito bem, muito bem, vamos ajudar o condomínio a ficar mais bonito, para que os visitantes que cheguem aqui apreciem, não é mesmo? Dona Isoldina, trinta e dois! Seu Adamastor, trinta e CINCO! Nossa, muito bem, nosso leilão disputadíssimo!

EU - (PENSANDO ALTO) Disputadíssimo por duas pessoas...
Menino que também estuda na Universidade - Uma delas é a minha mãe.
EU - (PENSANDO APENAS) Meus pêsames... (FALANDO ALTO) Ah é? Ela é bastante... competitiva!
Menino que também estuda na Universidade - Resolveu sair da toca, hein?
EU - (PENSANDO APENAS) E o que você tem a ver com isso? (FALANDO ALTO) E o que você quer dizer com isso?
Menino-que também-estuda-na-Universidade - Você nunca sai de casa...Sua mãe às vezes ainda vai na missa da nossa capela, ou fica sentada conversando em frente à piscina...Eu vejo você mais na Universidade do que no condomínio.
EU - (PENSANDO APENAS) É que eu gosto mais de lá do que do condomínio, intrometido. (FALANDO ALTO) É que eu gosto mais de lá do que do condomínio...Lá eu tenho meus livros, meus trabalhos, pessoas que pensam parecido comigo...
Menino-que-também-estuda-na-universidade - Acho que entendi. OLha, acho que minha mãe vai ganhar o leilão!

Apresentador - Dona Isoldina, trinta e oito! Parabéns! Alguém dá mais? Alguém dá mais? Seu Adamastor, Trinta e oito reais e cinquenta! Muito bem! Alguém dá mais?

EU - Sua mãe merece ganhar, viu? Pelo que eu sei, foi ela quem organizou todo o arraial!
Filho-da-Isoldina - Também acho, mas acho que ela está se excedendo...Tô ficando preocupado.
EU - Por quê? Vamos torcer por ela! (GRITANDO E PULANDO) Uh! É Isoldina! Uh! É Isoldina! Uh! É Isoldina!

E quando eu vi, já tinham mais ou menos uns sete jovens do condomínio gritando junto comigo e torcendo pela Isoldina! Nunca tinha percebido esse meu lado Hitler...

**********

Apresentador - Quarenta reais, minha gente, quarenta reais! Dona Isoldina, uma líder aqui na organização dessa festa, parabéns dona Isoldina! Alguém dá mais? (Seu Adamastor faz um sinal de rendição) Então, vendido para a Dona Isoldina!

EU E MINHA PEQUENA MULTIDÃO - ÊÊÊÊÊÊÊÊÊ!!!!!

Então houve festa e todos se regozijaram. Eu cumprimentei o Filho-da-Isoldina:

EU- Olha só, sua mãe levou a melhor...
Filho da Isoldina - Sei lá, acho que ela passou dos limites...
Eu - Ah, pensa no prêmio!

***************

Apresentador - Então, Dona Isoldina subindo ao palanque para receber seu prêmio, um frango assado na brasa doado pela Dona Fulaninha! Parabéns, a senhora vai comer esse delicioso frango com toda a sua famíliano almoço de amanhã, e ainda vai sobrar pro jantar! Isso é que é um frangão, hein?

(Esta fala do apresentador está aqui transcrita exatamente como foi dita)

Eu- Nossa! Tchau, Filho da Isoldina, olha minha mãe ali!

***************

Oh, sim, eu moro em um bairro brega, muito brega demais...

****

E essa foi a história do meu primeiro leilão de frango assado.

*****************************************


Menina Prodígio se aventurou aqui às 4:47 PM


----------------------

Comments: Postar um comentário

Este é o blog de alguém que tem vinte e um anos, gosta de ler, gosta de que sua vida seja um livro aberto e gosta de gostar. E falta um ano pra receber um canudo.

Todo dia uma aventura nova. Toda semana uma odisséia. De vez em quando uma atualização


Gostos:

*Cheiro de Fanta Morango* *Sabor de hortelã* *Lençol acetinado* *Violão* *Bolero* *Lua cheia* *Teatro* *Bossa Nova* *Clube da Esquina* *Massagem com óleo Johnson's* *Conjectura de Poincaré* *Beijo no pescoço* *Abacaxi geladinho* *Falar sem parar*



Aventuras em grupo


Sotaques, um blog globalizado
O melhor blog da Internet Galáctica

Blogs

Licor de Marula com flocos de milho açucarados
Alma em Punho
Apostos
appothekaryum
\o/Bloggette
Balde de Gelo
Blog de papel
Cala a boca, que eu tô falando!
Catarro
Oh, Bravo Figaro!
Cartas Curtas
O Coyote é Físico teórico! [E tem cara de artista]
Cumequié?
Copy and Paste
Drops da Fal
Não gostou? Vem me pegar!
Mau humor, mentiras e fé patológica
Mad Tea Party
Pensar Enlouquece, pense nisso.
Blog de Gestão
Gravataí Merengue
Caryorker
O biscoito fino e a massa
John Doe - Juventude, sobriedade e poesia
Jesus, me chicoteia!
Louca por blog? É a mãe! A margarida Inventada
Marmota, mais dos mesmos...
Megeras Magérrimas
Não discuto, por Ticcia Antoniette
Nóvoa em folha
Luabella e suas fases
Liberal, Libertário, Libertino
poliCARPE DI EMili
O estupendo Poeta Matemático [Trinomial e o escambau]
Menina Mateira que não posta nunca
Madame Mean

Sites

Cocadaboa
Malvados
Omelete
Embarque


Frase que fez clique

"Brilhar pra sempre,
brilhar como um farol,
brilhar com brilho eterno,
gente é pra brilhar,
que tudo mais vá pro inferno,
este é o meu slogan
e o do sol."
Wladimir Maiakóvski
Fonte: Anvörg


Arquivos


Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Powered by Blogger