<BODY>
5.5.05



A versão DELE dos fatos...Só porque vocêssão meusleitores


A vida é maluca.
A vida é mesmo maluca.
Bom, você sai da sua terra totalmente despreocupado para a sua 1ª viagem para fora de seu estado, toalmente sem saber o que espera depois da fronteira.
E conhece uma pessoa que muda completamente a sua vida.
Você volta para a sua cidade e nada mais é como antes. Suas prioridades mudam e você tem alterada algumas das suas visões de vida. Você se vê inserido na história de vida de uma pessoa, um novo personagem na sua crônica, e você prepara a sua vida para estar perto dela.
E isso é muito bom.
Chegar em Basília depois de 40 horas e de uma viagem mais ou menos complicada, com direito a prego no meio da madrugada com escolta policial não é problema, problema teria sido chegar em Brasília e não vê-la.
É.
Cheguei na rodoviária e a 1ª coisa que eu queria ver era ela, mas ela não estava (mais) lá.
- O que é que vc tá procurando?
- Nada não (suspiro). Como fazemos para chegar na UnB?
- Cara, 1º vamos tratar das nossas passagens.....
(como eu gostaria que ela estivesse aqui para que eu pudesse decidir melhor uma hora para voltar... vai saber que tipo de planos podemos ter juntos par a a nossa estadia em Brasília?)
Bom, volta marcada (com um certo aperto no peito), encontra tio brasiliense de um dos nossos companheiros de viagem, (ufa), pega ônibus, desce, pega ônibus, desce, Unb!
Pega ônibus. Estação do plano piloto. Que lugar maluco! Gente que não dá mais, todos os ônibus que vão para todos os lugares.......
...............e o x-tudo de 1,30...........
Bom, já satisfeitos, e com direito até a foto do x-tudo de 1,30 (raro, muito raro, precisamos de provas de que isso existe) Fomos para a UnB.
Para nossa sorte encontramos no ônibus uma das meninas da organização.
- Esse é o centro de artes!
- Ah, olá centro de artes....
- Esse é o centro de ciências sociais!
- Ah, olá centro de ciências sociais.....
- Esse é o Brasília Tenis clube onde vocês ficarão alojados!
- Ah, olá......
E lá estava ela.
Quatro meses,
distância,
meses,
e ela estava bem ali,
P.E.R.T.O....
- ENTÃO VAMOS DESCER!!!
Disse eu partindo em disparada para a porta doônibus, assustando todo mundo.....
- Mas você têm que fazer a sua habilitação!! Disse a menina organizadora.
- Mas, mas....
- Ê, cara, o que foi?
Aí foi a hora que eu mais tive que me conter até hoje na minha vida.
- Tá bom, vamos lá....
Até hoje não sei o que foi que aconteceu para eu não ter saído correndo daquele ônibus, com os braços estendidos e gritando o nome dela, abraçado ela e ter todas aquelas visagens que as pessoas tem em filmes, aparecem campos floridos, menininhos voadores de bunda de fora, corrida na praia assustando assustados pássaros, bom, mas me contive.
Quem espera quatro meses espera mais alguns minutos.
Habilitação, pega o material (pasta de papelão com papéis dentro), paga 12 reais para camisa, conhece pessoas e alguns lugares e recebe indicação de como chegar no alojamento a pé.
E começam minutoa angustiantes.
Alguns amigos meus que encontraram cachaça de despacho e começaram a beber ficaram para trás.
- Vocês tem certeza que é por aqui?
- É sim, é só ir para a beira do lago.
- Mas, e se....
- Não, é por ali. Olha, é só descer esse caminho, ... , olha lá o alojamento!!
(e agora, como faço para segurar esse coração aqui dentro?)
Cada metro parece uma angústia, cada passo o corpo começa a desobedecer, e cada vez chegando mais perto....
Entra no alojamento.
Vai para o lugar onde tem que fazer o pagamento.
E, lá está ela...........
Como se fosse ontem,
como se fosse hoje,
como se nada tivesse acontecido...
Sabe, eu já tinha parado para pensar como ia ser a minha reação quando a visse, mas a única coisa que consegui fazer foi abrir os braços, para recebê-la, para confortá-la, e ser confortado.
Não tenho medo de admitir: sou um homem apaixonado.
Ela sorriu, um sorriso meio de menina quando vê caixa da boneca, sei lá, um sorriso inocente que me pareceu a coisa mais bonita do mundo!
E pulou sobre mim, me abraçou com as pernas, com os braços, com o coração......
......e não me beijou.
- Ei, você não vai me beijar mesmo?
- Não, tenho vergonha...
- ???????? Bom, tudo bem...... (mais alguns minutos de espera...)
Alojamento, uma floresta de beliches....ê finalmente consigo beijá-la, um beijo de quatro meses, um beijo que, égua, esperou muito!
Esperou demais.


Menina Prodígio se aventurou aqui às 8:10 PM


----------------------

Comments: Postar um comentário

Este é o blog de alguém que tem vinte e um anos, gosta de ler, gosta de que sua vida seja um livro aberto e gosta de gostar. E falta um ano pra receber um canudo.

Todo dia uma aventura nova. Toda semana uma odisséia. De vez em quando uma atualização


Gostos:

*Cheiro de Fanta Morango* *Sabor de hortelã* *Lençol acetinado* *Violão* *Bolero* *Lua cheia* *Teatro* *Bossa Nova* *Clube da Esquina* *Massagem com óleo Johnson's* *Conjectura de Poincaré* *Beijo no pescoço* *Abacaxi geladinho* *Falar sem parar*



Aventuras em grupo


Sotaques, um blog globalizado
O melhor blog da Internet Galáctica

Blogs

Licor de Marula com flocos de milho açucarados
Alma em Punho
Apostos
appothekaryum
\o/Bloggette
Balde de Gelo
Blog de papel
Cala a boca, que eu tô falando!
Catarro
Oh, Bravo Figaro!
Cartas Curtas
O Coyote é Físico teórico! [E tem cara de artista]
Cumequié?
Copy and Paste
Drops da Fal
Não gostou? Vem me pegar!
Mau humor, mentiras e fé patológica
Mad Tea Party
Pensar Enlouquece, pense nisso.
Blog de Gestão
Gravataí Merengue
Caryorker
O biscoito fino e a massa
John Doe - Juventude, sobriedade e poesia
Jesus, me chicoteia!
Louca por blog? É a mãe! A margarida Inventada
Marmota, mais dos mesmos...
Megeras Magérrimas
Não discuto, por Ticcia Antoniette
Nóvoa em folha
Luabella e suas fases
Liberal, Libertário, Libertino
poliCARPE DI EMili
O estupendo Poeta Matemático [Trinomial e o escambau]
Menina Mateira que não posta nunca
Madame Mean

Sites

Cocadaboa
Malvados
Omelete
Embarque


Frase que fez clique

"Brilhar pra sempre,
brilhar como um farol,
brilhar com brilho eterno,
gente é pra brilhar,
que tudo mais vá pro inferno,
este é o meu slogan
e o do sol."
Wladimir Maiakóvski
Fonte: Anvörg


Arquivos


Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Powered by Blogger