<BODY>
13.10.05

I memorize every line, and I kiss the name that you sign

(...)

Tenho saudades do seu corpo. Tenho saudades de você, eu, (...)

Trezentos quilômetros acima do chão, horas de prazer.... (feche os olhos como eu fiz agora.....será que você vê a mesma coisa que eu?) (será que você sente a mesma coisa que eu?)
(...)
[Dor muscular é] Consequência direta de felicidade? Então precisaremos comprar uma cadeira de rodas para você.

(...)

Ah, se morássemos perto.....
Mas quem sabe não é para ser assim por enquanto?
Ouça bem: por enquanto!
Quem sabe?
Também tenho medo do que pode acontecer (e do que pode não acontecer) por escolhermos um caminho ou outro. Mas não é assim com tudo na vida?
Não é assim com tudo e todos?
Não é assim sempre?
Não é assim em todo lugar?
Como te disse, todo mundo quer ser feliz, e eu também!
Me sinto tão feliz do teu lado....

(....)

Estou me declarando de novo! Que coisa!

Espero que esteja tudo bem aí.
Com amor,
Artista

PS.: desculpe pelo e-mail confuso.

**********
Ando, faço coisas, assino papéis.
Decido o que vou comer, faço um gracejo com uma colega.
Por um instante eu deixo tudo de lado e olho para o céu azul. E em cada palmo do céu, eu vejo a beleza de seu rosto, concentrado em alguma leitura. Em cada cristal de nuvem, está o seu sorriso aberto e amigo.Retorno aos meus afazeres com um meio sorriso no coração. De alguma maneira misteriosa, sei que você pensa em mim ao mesmo tempo.
Sento ao computador. Uma nova mensagem na caixa de entrada.(...) Começo a ler descontraída. As linhas vão se sucedendo, e eu fico embriagada pela beleza das palavras, e pela força dos sentimentos que elas expressam.
(...)O coração pulsa forte, sinto calor no rosto. Termino de ler...
(...)Imprimo. Três folhas. (...) Novamente do começo até o fim, e de novo para o começo.
(...)abraço a carta eletrônica. Feliz. Recordo do quanto te amo.
(...) Beijo a carta, dobro em quatro partes, enfio no bolso e volto a trabalhar com todo o azul do céu no coração.
Não tenha medo. Amar não pode ser considerado errado nem inadequado. Louco é todo aquele que faz algo em que ninguém pensou. Seja louco, sabendo que tem uma menina tão louca quanto você na outra ponta desse rio.
Venha pra perto de mim, assim que puder, até quando puder. Me dê a sua mão, e vamos passear os dois de cadeira de rodas pela praça, espantando os pombos amazonenses. Sim, os dois de cadeira de rodas, ou você pensa que escapa dessa? O maior problema vai ser na hora de subir a ladeira.
(...)
Beijos de dimensão amazônica,
Menina
P.S.: Desculpa, mas eu não vou conseguir responder à altura. *cara malandra* Posso retribuir pessoalmente?
P.P.S.: Publiquei no blog...


Menina Prodígio se aventurou aqui às 12:32 PM


----------------------

Comments: Postar um comentário

Este é o blog de alguém que tem vinte e um anos, gosta de ler, gosta de que sua vida seja um livro aberto e gosta de gostar. E falta um ano pra receber um canudo.

Todo dia uma aventura nova. Toda semana uma odisséia. De vez em quando uma atualização


Gostos:

*Cheiro de Fanta Morango* *Sabor de hortelã* *Lençol acetinado* *Violão* *Bolero* *Lua cheia* *Teatro* *Bossa Nova* *Clube da Esquina* *Massagem com óleo Johnson's* *Conjectura de Poincaré* *Beijo no pescoço* *Abacaxi geladinho* *Falar sem parar*



Aventuras em grupo


Sotaques, um blog globalizado
O melhor blog da Internet Galáctica

Blogs

Licor de Marula com flocos de milho açucarados
Alma em Punho
Apostos
appothekaryum
\o/Bloggette
Balde de Gelo
Blog de papel
Cala a boca, que eu tô falando!
Catarro
Oh, Bravo Figaro!
Cartas Curtas
O Coyote é Físico teórico! [E tem cara de artista]
Cumequié?
Copy and Paste
Drops da Fal
Não gostou? Vem me pegar!
Mau humor, mentiras e fé patológica
Mad Tea Party
Pensar Enlouquece, pense nisso.
Blog de Gestão
Gravataí Merengue
Caryorker
O biscoito fino e a massa
John Doe - Juventude, sobriedade e poesia
Jesus, me chicoteia!
Louca por blog? É a mãe! A margarida Inventada
Marmota, mais dos mesmos...
Megeras Magérrimas
Não discuto, por Ticcia Antoniette
Nóvoa em folha
Luabella e suas fases
Liberal, Libertário, Libertino
poliCARPE DI EMili
O estupendo Poeta Matemático [Trinomial e o escambau]
Menina Mateira que não posta nunca
Madame Mean

Sites

Cocadaboa
Malvados
Omelete
Embarque


Frase que fez clique

"Brilhar pra sempre,
brilhar como um farol,
brilhar com brilho eterno,
gente é pra brilhar,
que tudo mais vá pro inferno,
este é o meu slogan
e o do sol."
Wladimir Maiakóvski
Fonte: Anvörg


Arquivos


Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Powered by Blogger