<BODY>
31.10.05

Invenção chibata

Percepção minha - é difícil encontrar algo que seja exclusividade amazonense, pois o estado é bastante jovem e influenciado por grande diversidade de povos.
O Amazonas tem uma população composta por muitos nordestino-descendentes, filhos, netos e bisnetos dos Seringueiros do início do século ou dos "Soldados da Borracha" da Segunda Guerra Mundial; muitos indígena-descendentes, que têm de herança a cor morena da pele, o formato do rosto e os cabelos lisos. Sem falar nos sudeste-descendentes, filhos de pessoas que subiram do Sudeste pra cá nos anos 70, grande parte por causa da criação da Zona Franca, e mais uma porção de grupos diversos.

E porque estou falando isso? Porque o Amazonas tem uma identidade confusa. É complicado encontrar algo de que se possa dizer "isso é TIPICAMENTE AMAZONENSE".

Eu, por exemplo: sou amazonense. Filha de uma Paraense branca de cabelo liso e preto com um Roraimense moreno de cabelo crespo, com bisavô Português, Bisavó índia macuxi,raízes maternas no Ceará, raízes paternas em algum lugar entre Portugal e Líbano, e com alguma influência africana no meio disso tudo. Sou branca que nem um picolé de coalhada, tenho cabelo preto e cacheado. Muitas pessoas já disseram que tenho jeito de portuguesa ou espanhola, e várias vezes já duvidaram que eu fosse daqui. Ora, eu sou amazonense, mas não sei se poderia ser considerada um fruto da terra.

Assim como é comigo, é com os usos e costumes daqui.
A gente gosta de comer tapioquinha,tomar açaí, que são de origem indígena.Mas também se come tapioquinha e se bebe açaí no Pará, no Acre, em Rondônia e Roraima.
No Amazonas se ouve muito forró. Os músicos são daqui, mas o forró é nordestino - e os forrozeiros amazonenses cantam com sotaque nordestino...
Um dos pratos mais gostosos é Surubim ao molho de camarão. O surubim é um peixe dos rios daqui, mas camarão...é um fruto do mar. E aqui não tem mar.
Quase toda festa de aniversário amazonense conta com vatapá. Os churrasquinhos de rua também vendem pratos compostos por: um espeto de churrasco, arroz, vatapá, maionese de batata com cenoura e farofa. O vatapá é baiano por definição, não é mesmo?

Mas não pensem que o Amazonas não tem nada de seu. Tem sim: há expressões linguísticas que só acontecem no curso do Solimões. O título do post é uma delas - chibata é algo bom, legal, gostoso. Chico Buarque é MUITO chibata, por exemplo. E tem uma discografia maceta, ou seja, muito grande.

Agora, vem o motivo deste post: a criação amazonense chamada X-caboquinho.

Sabe o pão? É, o pão. Mistura de farinha de trigo, água e fermento, assada no forno, crocante e dourado por fora, fofo e branco por dentro, sem gosto específico e com um maravilhoso cheiro...de pão.

Sabe o queijo coalho? Isso, o queijo coalho. Feito a partir da fermentação do leite, acrescido de sal. Branquinho, salgadinho, vendido em qualquer feira.

Sabe a banana? Claro que sabe. A banana, fruta símbolo do Brasil, macia, com uma imensa variedade de tamanhos/cores/nomes, mas sempre com aquele jeitão bananoso. Nunca conheci uma pessoa que afirmasse não gostar de banana. Aqui em Manaus, a banana é frita em grandes tachos e vendida na rua,em carrinhos, como pipoca ou batata frita. Pode ser doce (com calda de açúcar queimado) ou salgada (cortada verticalmente e seca no forno); pode ser frita num ponto mole, ou durinho (como um biscoitão).

Sabe o tucumã? NÃO? Bem...Como explicar? Pra quem conhece, na aparência ele é primo da pupunha. O tucumã é uma frutinha de uma palmeira amazônica(e eu suponho que seja mais comum no Amazonas, pois em Belém não se vê à venda).

Tucumã descascado

É pequeno, do tamanho de uma bola de tênis de mesa (nunca pingue-pongue, nunca). Tem casca fina, não tão fina quanto uma casca de maçã, não tão grossa quanto uma casca de manga.O caroço é grande (80% do volume da fruta), preto e duro, sendo matéria prima para anéis, brincos, e outras coisinhas do estilo. A polpa é oleosa, alaranjada, fibrosa e tem um sabor que fica entre o salgado e o oleoso, sendo na verdade um inexplicável gosto salobro, que não parece com nada que eu conheça - é gosto de tucumã mesmo. Nilson Chaves tem uma música, Flor do Destino, que diz :"Tu me deste um sonho/ eu te trouxe um gosto de tucumã/ Tu me deste um beijo/ e a gente se amou até de manhã/ Veio o sol nascendo/ e nos despertou/ da gente virando terra, mato, galho e flor! " Eu adoro tucumã, apesar de minha mãe reclamar que, quando come tucumã, passa o dia arrotando com gosto da fruta.

Tucumã

Colar feito com caroço de tucumã

O X- caboquinho é a junção dos elementos descritos acima. Junte um pão francês, passe margarina e ponha na chapa. Derreta um retângulo de queijo coalho, ponha dentro do pão. Bote também umas tiras de banana frita, em ponto mole, sem sal nem açúcar. Acrescente uns pedacinhos de tucumã, sem economizar. Feche o pão e achate-o na chapa. Mastigue e agradeça a Tupã.

Nham, nham, nham...

Quando andar por Manaus, não deixe de experimentar esse sabor. Cedinho, acompanhado de um copo de café com leite, em uma banquinha de café que tem de montão pelas calçadas daqui.

Ou faça como um rapazinho paraense, que entrou em contato com essa iguaria às duas da tarde de um domingo nublado, e se tornou fã declarado do X-Caboquinho, assim como eu sou fã alucinada da maniçoba, essa feijoada verde absolutamente paraense. A vida é feita de trocas, não é mesmo?


Menina Prodígio se aventurou aqui às 2:14 PM


----------------------

Comments:
olá meu nome é Luciana eu estou fazendo um trabalho sobra a culinaria amazonica especificamente um cardapio para um pescador e tenho encontrado dificuldades de elaborar um cafe da manhã para um amazonense vc poderia me fazer alguma ideia. Obrigada.
lucianinha_cruz@hotmail.com
 
Muito bom essa divulgação do nosso Amazonas. Poderia divulgar as nossas expressões linguísticas, com mais ênfase. Parabéns!
 
Querida, sou produtora de TV aqui no Rio (Giros Produções http://www.giros.com.br/) Temos um projeto de série de TV chamado Chapa Quente sobre comida de rua em todo Brasil.
Gostaria da sua ajuda pra eleger 2 lugares ícones de Manaus. Barracas de comida com donos figuras, que rendam bastante papo. Alguma pesquisa de Internet me indicou o Tacacá da Gisela, o que você acha? E um outro lugar, dessa vez de açai, ou sucos, ou x-caboquinho que seja bem roots, sabe, bem de rua, vc conhece algum?
Brigada demais pela atenção, beijos
 
Querida, sou produtora de TV aqui no Rio (Giros Produções http://www.giros.com.br/) Temos um projeto de série de TV chamado Chapa Quente sobre comida de rua em todo Brasil.
Gostaria da sua ajuda pra eleger 2 lugares ícones de Manaus. Barracas de comida com donos figuras, que rendam bastante papo. Alguma pesquisa de Internet me indicou o Tacacá da Gisela, o que você acha? E um outro lugar, dessa vez de açai, ou sucos, ou x-caboquinho que seja bem roots, sabe, bem de rua, vc conhece algum?
Brigada demais pela atenção, beijos
 
Postar um comentário

Este é o blog de alguém que tem vinte e um anos, gosta de ler, gosta de que sua vida seja um livro aberto e gosta de gostar. E falta um ano pra receber um canudo.

Todo dia uma aventura nova. Toda semana uma odisséia. De vez em quando uma atualização


Gostos:

*Cheiro de Fanta Morango* *Sabor de hortelã* *Lençol acetinado* *Violão* *Bolero* *Lua cheia* *Teatro* *Bossa Nova* *Clube da Esquina* *Massagem com óleo Johnson's* *Conjectura de Poincaré* *Beijo no pescoço* *Abacaxi geladinho* *Falar sem parar*



Aventuras em grupo


Sotaques, um blog globalizado
O melhor blog da Internet Galáctica

Blogs

Licor de Marula com flocos de milho açucarados
Alma em Punho
Apostos
appothekaryum
\o/Bloggette
Balde de Gelo
Blog de papel
Cala a boca, que eu tô falando!
Catarro
Oh, Bravo Figaro!
Cartas Curtas
O Coyote é Físico teórico! [E tem cara de artista]
Cumequié?
Copy and Paste
Drops da Fal
Não gostou? Vem me pegar!
Mau humor, mentiras e fé patológica
Mad Tea Party
Pensar Enlouquece, pense nisso.
Blog de Gestão
Gravataí Merengue
Caryorker
O biscoito fino e a massa
John Doe - Juventude, sobriedade e poesia
Jesus, me chicoteia!
Louca por blog? É a mãe! A margarida Inventada
Marmota, mais dos mesmos...
Megeras Magérrimas
Não discuto, por Ticcia Antoniette
Nóvoa em folha
Luabella e suas fases
Liberal, Libertário, Libertino
poliCARPE DI EMili
O estupendo Poeta Matemático [Trinomial e o escambau]
Menina Mateira que não posta nunca
Madame Mean

Sites

Cocadaboa
Malvados
Omelete
Embarque


Frase que fez clique

"Brilhar pra sempre,
brilhar como um farol,
brilhar com brilho eterno,
gente é pra brilhar,
que tudo mais vá pro inferno,
este é o meu slogan
e o do sol."
Wladimir Maiakóvski
Fonte: Anvörg


Arquivos


Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Powered by Blogger