<BODY>
14.10.05

Tem como eu saber se estou apaixonada?

Seus amigos comentaram que nos últimos dias você fala insistentemente do mesmo assunto, e esse assunto é uma pessoa, e o nome dessa pessoa está presente em todas as suas conversas.

E debaixo do chuveiro, você lembra de uma piada legal, e dá risada, e pensa em contar pra alguém. Aí você lembra que ESSE alguém foi o mesmo que te contou a piada.

Andando pela rua, você nem estava pensando nele, mas não é que aquele carinha de mochila atravessando a rua é a cara dele? Aliás, todos os carinhas estão ficando parecidos com ele, e quando você vê o Rodrigo Santoro de oclinhos no filme você se pergunta como não tinha notado antes que os dois eram tão parecidos? Aliás, pode ser o Mr. Santoro ou o Johnny Depp, pode ser até mesmo o camelô da esquina, todos os rapazes estão ficando muito parecidos com ele.

Nos momentos em que você não tem nada pra fazer, nenhum problema imediato a resolver, e dá pra deixar os pensamentos deslizarem sozinhos, você pensa em quanto falta pra tirar férias do trabalho, nas leituras que você ainda vai fazer, se seria legal usar um vestido de seda azul com um laço de cetim preto, e pensa se ia ser legal tirar uma xerox daquele artigo de revista pra mostrar pra ele, afinal, ele sempre gostou de tecnologia...E pronto, você abraça as almofadas do sofá e crava os olhos no teto, e imagina como ele vai ficar feliz com o artigo, e visualiza a felicidade dele ao receber as folhas de papel. Imagina repetidas vezes, até decorar o sorriso feliz e a exclamação entusiasta, e até acredita que, se imaginar dezenas de vezes, o pensamento vai ter força de prece e vai se realizar.

Você respira fundo e suspira, e junto com a expiração vem sempre o mesmo nome, grudado como siamês, e você sente até vergonha por ter suspirado o nome dele tão alto, e vergonha por que você sempre foi uma mulher independente, não tinha nada que suspirar nome de homem nenhum.

Você senta no banco do ônibus e assume a postura do caracol, olhando fixamente para o próprio decote, e fica brincando com a correntinha no pescoço. Aí, você fecha a mão em volta do pingente, encosta no peito e consegue escutar, lá dentro, embaixo da caixa torácica e dos músculos e das veias e da derme, que o seu coração está derretendo devagarinho, feito a manteiga que a gente passa no pão quente. O seu coração derrete, derrete, quase dói mas no fundo você gosta, pois está derretendo macio e doce, e nesse derreter tem um pouco do nome dele também. Você suspira, e de novo o nome dele sai de dentro de você junto com seu ar e sua voz, e você olha pela janela do ônibus e se pergunta por onde será que ele está andando, se comeu alguma coisa nutritiva hoje e se também suspira por sua causa.

Você procura o nome dele no google. E olha resultado por resultado, até a última página.

Você usa a razão, e sabe que é necessário manter limites, pois senão ele pode pensar que você é uma mulherzinha fácil. Você usa a razão, e sabe que ainda falta um ano de faculdade, sabe que seu apartamento está quitado, sabe que tem muitos amigos que gostam mesmo de você. Mas por outro lado, até que não seria tão absurdo fazer uma mudança para outro lugar, transferir a faculdade, comprar outro apartamento e fazer novos amigos....Você usa a razão e percebe que esse foi o pensamento mais absurdo que você já teve a ousadia de formular, e dá uma baita tristeza por você ser tão racional, e você sente medo de seus próprios pensamentos, e você aperta a mão no peito de novo e seu coração derrete mais uma vez, pois nesse instante você percebeu que não tinha mais jeito e você tinha se apaixonado mesmo.

A certeza cai do céu como um raio, bem em cima da sua cabeça. Você está apaixonada, e o que resta é a vontade de sair correndo e dançando e cantando, o coração batendo e batendo, o sorriso de canto de boca, dentro de você uma luz imensa surgindo e vazando pelos olhos, pois não há nada que seja mais simples e mais inexplicável do que se saber capaz de tanta coisa bonita e louca.

Você sabe que a lua crescente sempre vai fazer os seus olhos pingarem água salgada.
Você sabe que vai viver uma felicidade insuportável quando ele estiver perto, e uma saudade desgraçada quando ele estiver longe.
Você sabe que mês que vem pode não sobrar nada disso .
Você sabe que nunca vai conseguir saber se o outro sente mais, menos ou tanto quanto você.

Mas tanto faz. Você só pode viver isso se for agora - e você quer tudo,você quer mais. Você quer agora e para sempre, amém.


Menina Prodígio se aventurou aqui às 1:07 PM


----------------------

Comments: Postar um comentário

Este é o blog de alguém que tem vinte e um anos, gosta de ler, gosta de que sua vida seja um livro aberto e gosta de gostar. E falta um ano pra receber um canudo.

Todo dia uma aventura nova. Toda semana uma odisséia. De vez em quando uma atualização


Gostos:

*Cheiro de Fanta Morango* *Sabor de hortelã* *Lençol acetinado* *Violão* *Bolero* *Lua cheia* *Teatro* *Bossa Nova* *Clube da Esquina* *Massagem com óleo Johnson's* *Conjectura de Poincaré* *Beijo no pescoço* *Abacaxi geladinho* *Falar sem parar*



Aventuras em grupo


Sotaques, um blog globalizado
O melhor blog da Internet Galáctica

Blogs

Licor de Marula com flocos de milho açucarados
Alma em Punho
Apostos
appothekaryum
\o/Bloggette
Balde de Gelo
Blog de papel
Cala a boca, que eu tô falando!
Catarro
Oh, Bravo Figaro!
Cartas Curtas
O Coyote é Físico teórico! [E tem cara de artista]
Cumequié?
Copy and Paste
Drops da Fal
Não gostou? Vem me pegar!
Mau humor, mentiras e fé patológica
Mad Tea Party
Pensar Enlouquece, pense nisso.
Blog de Gestão
Gravataí Merengue
Caryorker
O biscoito fino e a massa
John Doe - Juventude, sobriedade e poesia
Jesus, me chicoteia!
Louca por blog? É a mãe! A margarida Inventada
Marmota, mais dos mesmos...
Megeras Magérrimas
Não discuto, por Ticcia Antoniette
Nóvoa em folha
Luabella e suas fases
Liberal, Libertário, Libertino
poliCARPE DI EMili
O estupendo Poeta Matemático [Trinomial e o escambau]
Menina Mateira que não posta nunca
Madame Mean

Sites

Cocadaboa
Malvados
Omelete
Embarque


Frase que fez clique

"Brilhar pra sempre,
brilhar como um farol,
brilhar com brilho eterno,
gente é pra brilhar,
que tudo mais vá pro inferno,
este é o meu slogan
e o do sol."
Wladimir Maiakóvski
Fonte: Anvörg


Arquivos


Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Powered by Blogger