<BODY>
8.11.05

Ora, ora!

Este blog foi copiado e colado. Aos interessados, passar lá e conferir quanta coisa legal se diz em blogs por aí.

Obrigada, Jan, pela escolha. Tem muita coisa melhor por aí, caríssima queridíssima, mas o Artista é um fofo e merece mesmo.

(Nota: repararam que a parte mais interessante do post é o que ELE disse? Vamos fazer uma campanha: Menino-com-cara-de-Artista, faça um blog!)

(Nota, o retorno: Artista chegou bem em casa, e o sonho que tive na véspera dele vir pra cá não se justificou. Eu sonhei com acidente de avião, fiquei agoniada o resto do dia, cheguei a pensar em pedir pra ele ficar lá em Belém mesmo, com os pés grudadinhos no chão. AINDA BEM que não pedi.)

(Nota, a missão: Ontem teve dia do cinema brasileiro a dois reais no Cinemark. Eu assisti "Mais uma vez amor", com a Juliana Brahma Creuza Gostosa Paes e o Dan Tom Hanks Stulbach. Estava achando que ia ser uma merda, tinha lido uma crítica dizendo que era uma merda, mas o filme é delicado, gente, delicado. O Dan Stulbach muito coerente no papel, a Juliana Paes mostrando que não é só a garota do comercial de cerveja [muito da aversão que eu sentia por ela esvaneceu depois de ver o filme]. Diálogos legais, não há cenas de barafunda, que se tornaram comuns no cinema brasileiro. História bem construída, onde desde o princípio você entende que as diferenças de temperamento e criação vão fazer o casal se separar, e afinal de contas, o casal permanecer separado nem é tão ruim assim. A passagem do tempo fica clara nas mudanças de figurino, adereços e penteados dos personagens. Pontos fracos: o jeito como tudo começa a dar certo a dez minutos do final e a inexplicável atitude de uma adolescente que, logo após tentar esconder a todo custo que estava com um rapaz no quarto, sai correndo de casa e passa a noite na praia com o mesmo rapaz.

Pra vocês terem uma idéia, o filme é sobre um casal que se conhece desde os tempos de escola, tenta ter um relacionamento, não dá muito certo, e todo dia 23 de abril se reencontram no Arpoador, para ver que continuam fascinando um ao outro. Ele, Rodrigo, é um engenheiro CDF certinho e conservador; ela, Lia, filha de um militar, hipponga lisérgica e delirante. O filme cruza as décadas de 70, 80 e 90. Ah: não acreditem em uma palavra do que falei ao comentar o filme. Eu sou tarada por filmes românticos com lances de comédia, adoro adoro adoro. E também adoro me reconhecer em uma história. E adoro histórias de amores difíceis. Minha opinião é de uma pessoa apaixonada que vai ao cinema apenas para se divertir.

E vale novamente a dica: se tiverem uma mãe como a minha, não esqueçam de cutucá-la ocasionalmente para que ela acorde. )


Menina Prodígio se aventurou aqui às 4:31 PM


----------------------

Comments: Postar um comentário

Este é o blog de alguém que tem vinte e um anos, gosta de ler, gosta de que sua vida seja um livro aberto e gosta de gostar. E falta um ano pra receber um canudo.

Todo dia uma aventura nova. Toda semana uma odisséia. De vez em quando uma atualização


Gostos:

*Cheiro de Fanta Morango* *Sabor de hortelã* *Lençol acetinado* *Violão* *Bolero* *Lua cheia* *Teatro* *Bossa Nova* *Clube da Esquina* *Massagem com óleo Johnson's* *Conjectura de Poincaré* *Beijo no pescoço* *Abacaxi geladinho* *Falar sem parar*



Aventuras em grupo


Sotaques, um blog globalizado
O melhor blog da Internet Galáctica

Blogs

Licor de Marula com flocos de milho açucarados
Alma em Punho
Apostos
appothekaryum
\o/Bloggette
Balde de Gelo
Blog de papel
Cala a boca, que eu tô falando!
Catarro
Oh, Bravo Figaro!
Cartas Curtas
O Coyote é Físico teórico! [E tem cara de artista]
Cumequié?
Copy and Paste
Drops da Fal
Não gostou? Vem me pegar!
Mau humor, mentiras e fé patológica
Mad Tea Party
Pensar Enlouquece, pense nisso.
Blog de Gestão
Gravataí Merengue
Caryorker
O biscoito fino e a massa
John Doe - Juventude, sobriedade e poesia
Jesus, me chicoteia!
Louca por blog? É a mãe! A margarida Inventada
Marmota, mais dos mesmos...
Megeras Magérrimas
Não discuto, por Ticcia Antoniette
Nóvoa em folha
Luabella e suas fases
Liberal, Libertário, Libertino
poliCARPE DI EMili
O estupendo Poeta Matemático [Trinomial e o escambau]
Menina Mateira que não posta nunca
Madame Mean

Sites

Cocadaboa
Malvados
Omelete
Embarque


Frase que fez clique

"Brilhar pra sempre,
brilhar como um farol,
brilhar com brilho eterno,
gente é pra brilhar,
que tudo mais vá pro inferno,
este é o meu slogan
e o do sol."
Wladimir Maiakóvski
Fonte: Anvörg


Arquivos


Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Powered by Blogger