<BODY>
5.2.06

Surpresa

Eu sempre me achei feia e grosseira demais para despertar atenção em alguém.

Meus amigos vinham e iam em ciclos.

Eu passava os dias dentro da minha casa, ouvindo músicas das quais ninguém gostava, lendo livros que a ninguém interessavam.

Vivia aventuras fantásticas, emoções intensas e situações maravilhosas em minha imaginação. Era ganhadora do Oscar (várias vezes), amada por todos, agindo sempre com sabedoria, calma, educação, distribuindo conselhos e exemplos de vida.

Fora da minha imaginação, eu era uma menina feiosa, engraçada, faladeira e carente. Ninguém estava a fim de ouvir meus conselhos, ou seguir meus exemplos de vida.

Sempre achei que meu destino era viver só. Talvez criar um monte de cachorros numa casa com jardim, no meio de livros chatos e discos antiquados.

Sem ninguém que pudesse entender meu sentimento sem que eu precisasse explicar.

Cada vez que terminava um namoro, eu voltava à mesma tecla: nasci mesmo pra ficar sozinha. Não é pra mim essa história de "amor" e "companheirismo".

E, por causa disso tudo, eu sinto uma felicidade muito grande, muito grande, quando vejo que não estou sozinha, e alguém entende meus sentimentos sem que eu precise explicá-los.

E ainda por cima, os explica pra mim.

E, mais ainda - sente igual.

Nunca fui tão feliz por estar enganada. Não nasci para andar sozinha - só precisava andar pelos lugares certos.


Menina Prodígio se aventurou aqui às 4:26 PM


----------------------

Comments: Postar um comentário

Este é o blog de alguém que tem vinte e um anos, gosta de ler, gosta de que sua vida seja um livro aberto e gosta de gostar. E falta um ano pra receber um canudo.

Todo dia uma aventura nova. Toda semana uma odisséia. De vez em quando uma atualização


Gostos:

*Cheiro de Fanta Morango* *Sabor de hortelã* *Lençol acetinado* *Violão* *Bolero* *Lua cheia* *Teatro* *Bossa Nova* *Clube da Esquina* *Massagem com óleo Johnson's* *Conjectura de Poincaré* *Beijo no pescoço* *Abacaxi geladinho* *Falar sem parar*



Aventuras em grupo


Sotaques, um blog globalizado
O melhor blog da Internet Galáctica

Blogs

Licor de Marula com flocos de milho açucarados
Alma em Punho
Apostos
appothekaryum
\o/Bloggette
Balde de Gelo
Blog de papel
Cala a boca, que eu tô falando!
Catarro
Oh, Bravo Figaro!
Cartas Curtas
O Coyote é Físico teórico! [E tem cara de artista]
Cumequié?
Copy and Paste
Drops da Fal
Não gostou? Vem me pegar!
Mau humor, mentiras e fé patológica
Mad Tea Party
Pensar Enlouquece, pense nisso.
Blog de Gestão
Gravataí Merengue
Caryorker
O biscoito fino e a massa
John Doe - Juventude, sobriedade e poesia
Jesus, me chicoteia!
Louca por blog? É a mãe! A margarida Inventada
Marmota, mais dos mesmos...
Megeras Magérrimas
Não discuto, por Ticcia Antoniette
Nóvoa em folha
Luabella e suas fases
Liberal, Libertário, Libertino
poliCARPE DI EMili
O estupendo Poeta Matemático [Trinomial e o escambau]
Menina Mateira que não posta nunca
Madame Mean

Sites

Cocadaboa
Malvados
Omelete
Embarque


Frase que fez clique

"Brilhar pra sempre,
brilhar como um farol,
brilhar com brilho eterno,
gente é pra brilhar,
que tudo mais vá pro inferno,
este é o meu slogan
e o do sol."
Wladimir Maiakóvski
Fonte: Anvörg


Arquivos


Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Powered by Blogger