<BODY>
11.3.06

Uma palavra escrita tem força para construir uma nova história.

E eu, que entrava na internet todos os dias, ao menos duas horas por dia, vi meu acesso cair drasticamente para sextas e sábados, totalizando...sei lá, quatro horas por semana.

Outra coisa: através, por causa, ou fazendo uso da internet, eu já fui ofendida (e já ofendi gravemente), já recebi críticas (contrutivas ou não), já chorei na frente do computador (de raiva e de emoção).

Se pararmos pra pensar, são apenas palavras. Se eu recortar o título de uma manchete de jornal, colocar num saco, e tirar uma por uma, também serão apenas palavras (e eu terei feito um poema dadá, mas não vem ao caso).

Palavras da internet estavam me afetando mais do que o razoável.

E eu chego a pensar em deletar o blog. (Eis o motivo deste post...)

********************

Mas aí, eu penso que, se eu deletar o blog...

...vou perder a oportunidade de participar de uma das coisas mais incríveis que jamais aconteceram.

Reflitam: antes da internet, escrever e ser lido era coisa pra poucos. Primeiro, que quase ninguém sabia ler e escrever; e os que escreviam, tinham de enfrentar diversas limitações para serem lidos (gráficas, editoras, o tiozinho livreiro que coloca seu livro na prateleira mais escondida, problemas de distribuição, o preço do papel e o cambau).

Ou seja: aqueles que eram lidos, que tinham suas palavras registradas, que colocavam suas idéias em exposição para serem conhecidas, eram um grupinho, uma panelinha, um punhado de pessoas através dos tempos.

E a história é contada pelo que esses aí registraram.

Uma pequena amostra, certamente nada representativa do total da humanidade, transmitiu a nós SEUS pensamentos e SUAS idéias, e é o que temos. Uma panelinha de gente que tinha amigos gráficos, imprimiu os livros que lemos hoje (Maquiavel, Copérnico, Charles Dickens, Tomás de Aquino, e todos aqueles da coleção os pensadores, e outros ainda, conhecidos pelo nome de CLÁSSICOS.)

E os blogs mudaram completamente isso.

Qualquer um escreve.

Qualquer um pode ler. (Dadas as devidas restrições de saber ler, escrever, usar um computador e ter acesso à internet.)

Pessoas comuns, registrando suas idéias.

Vocês percebem? Vocês percebem que registrar idéias e divulgá-las amplamente é uma coisa absolutamente nova? Vocês percebem que, há algumas décadas, registrar idéias (e torná-las amplamente conhecidas)transformava você numa pessoa DIFERENTE das outras?

E hoje, tornar suas idéias conhecidas está facultado a uma expressiva parcela da população? Não precisa nem entender de html!

Vocês vêem? Que o que nós fazemos é algo TÃO incrível, tão revolucionário, sem precendentes na hitória mundial?

Imaginem se existissem blogs na idade média...As meninas de treze anos iam dizer como era viver acreditando no Barba Azul, em ratos gerados de grãos de trigo e coisas assim.

Os livros de história não conseguem transmitir o que um povo sentia e pensava.

Os blogs CONSEGUEM. Os blogs foram feitos pra isso.
Os blogs são o mais farto e mais intenso documento histórico dos nossos dias.

E eu não quero ficar de fora disso.

**********************

E outra: se eu acabasse com este blog, certamente abriria outro algum tempo depois, como várias pessoas conhecidas minhas já fizeram.

(Nada se esconde nesse mundo de internet, amigos. Mas quer saber? Tomara que entre pra história! :D Palavras da Internet são apenas palavras...
E palavras têm força para mudar a história.
Adoro ser alvo, apesar dos dardos serem pontudos. )

Expressão é simplesmente fundamental. Mesmo quando o que você expressa não é simples de entender, quando diz respeito apenas a você, o ato de expressar fomenta o surgimento de insights, torna os processos mais claros; torna as situações mais compreensíveis, em suma.

Então: expresse.

Expresse com erros de português, com erros de julgamento, através de códigos, através de figuras, através de subterfúgios, expresse claramente. Expresse pra desabafar, expresse pra registrar, expresse pra narrar, expresse pra ofender, expresse pra elogiar, expresse pra entender, expresse pra confundir.

Sobretudo expresse, sempre e muito, pois estatisticamente, quanto mais próximos o universo e a amostra, mais próximos da realidade os dados estarão.

*************

Assim, os habitantes do futuro saberão quem eram os humanos de 2006.

E querem saber?

Eu acho que estes humanos são os melhores que poderiam haver.

Minha fé na humanidade é uma coisa louca. Eu devo ter coração de mãe.

******************

E pra você? Quem sou eu?

Definições nos comentários, por favor.


Menina Prodígio se aventurou aqui às 12:17 AM


----------------------

Comments: Postar um comentário

Este é o blog de alguém que tem vinte e um anos, gosta de ler, gosta de que sua vida seja um livro aberto e gosta de gostar. E falta um ano pra receber um canudo.

Todo dia uma aventura nova. Toda semana uma odisséia. De vez em quando uma atualização


Gostos:

*Cheiro de Fanta Morango* *Sabor de hortelã* *Lençol acetinado* *Violão* *Bolero* *Lua cheia* *Teatro* *Bossa Nova* *Clube da Esquina* *Massagem com óleo Johnson's* *Conjectura de Poincaré* *Beijo no pescoço* *Abacaxi geladinho* *Falar sem parar*



Aventuras em grupo


Sotaques, um blog globalizado
O melhor blog da Internet Galáctica

Blogs

Licor de Marula com flocos de milho açucarados
Alma em Punho
Apostos
appothekaryum
\o/Bloggette
Balde de Gelo
Blog de papel
Cala a boca, que eu tô falando!
Catarro
Oh, Bravo Figaro!
Cartas Curtas
O Coyote é Físico teórico! [E tem cara de artista]
Cumequié?
Copy and Paste
Drops da Fal
Não gostou? Vem me pegar!
Mau humor, mentiras e fé patológica
Mad Tea Party
Pensar Enlouquece, pense nisso.
Blog de Gestão
Gravataí Merengue
Caryorker
O biscoito fino e a massa
John Doe - Juventude, sobriedade e poesia
Jesus, me chicoteia!
Louca por blog? É a mãe! A margarida Inventada
Marmota, mais dos mesmos...
Megeras Magérrimas
Não discuto, por Ticcia Antoniette
Nóvoa em folha
Luabella e suas fases
Liberal, Libertário, Libertino
poliCARPE DI EMili
O estupendo Poeta Matemático [Trinomial e o escambau]
Menina Mateira que não posta nunca
Madame Mean

Sites

Cocadaboa
Malvados
Omelete
Embarque


Frase que fez clique

"Brilhar pra sempre,
brilhar como um farol,
brilhar com brilho eterno,
gente é pra brilhar,
que tudo mais vá pro inferno,
este é o meu slogan
e o do sol."
Wladimir Maiakóvski
Fonte: Anvörg


Arquivos


Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Powered by Blogger