<BODY>
26.9.06

Um monumental trabalho pequeno

Domingo, fui no Largo São Sebastião pra assistir a um show que tinha sido anunciado, mas foi cancelado. Pra não perder a viagem, fui visitar a galeria de artes o Largo, ver as exposições.

E, escondidinha no andar de cima, achei a Cidade Santa Anita.

O historiador e escritor amazonense Mário Ypiranga Monteiro montava em sua
casa uma monumental mini-cidade. Tudo começou com um trenzinho e um conjunto de trilhos - e não parou mais durante cerca de cinquenta anos.

Aos trenzinhos se juntaram estações, passageiros, ruas, semáforos, uma montanha com neve e uma ESTAÇÃO DE ESQUI, um circo com a lona tranparente, um estádio de futebol, uma quadra de tênis, prédios administrativos - como o palácio do governo, a Igreja[na frente da qual está ocorrendo um CASAMENTO], a Universidade "Eulálio Chaves"- a torre de rádio, sorveteria, praças, monumentos, chafarizes, uma fábrica de compensado, três ou quatro postos de gasolina, túnel sob a montanha, rio COM ONDAS, mais de trezentos [eu acho, mas bem podem ser mais de quinhentos] postes de iluminação, mais de três MIL "habitantes".

Não sei se deu pra perceber que eu delirei!

Mário construía, mudava, descontruía, virava e mexia e nunca deu a cidade como finalizada.

Mário Ypiranga mantinha a cidade em exposição na sala de sua casa, até o momento que a Secretaria de Cultura propôs a compra para exposição a toda a sociedade. Após a
compra, foi realizado um trabalho de três anos, que envolveu arquitetos de
maquete, engenheiros, eletricistas e diversos auxiliares, na finalização e
aprimoramento da Cidade Santa Anita.

Uma coisa que me fez rir são as incongruências na cidade. Apesar de em frente ao palácio do Governo estar a bandeirinha do Amazonas, diversas localidades são nomeadas em inglês [os cenários eram comprados na Zona Franca, hehehe]. Os homenageados são amazonenses - Já citei Eulálio Chaves, e ainda há Estelita Tapajós, Torquato Tapajós, Samuel Benchimol, a maioria nos prédios da "universidade". E, mesmo sendo uma cidade "amazonense", há um jogo de futebol AO LADO de uma quadra de tênis[imaginem o barulho da torcida!],uma MONTANHA COM NEVE[no
Amazonas?],uma estação de esqui.

Provavemente em homenagem ao pai, há um pequeno presépio dourado na praça central da Cidade Santa Anita. Quando pequeno, Mário Ypiranga auxiliava seu pai na construção dos presépios da família Monteiro.

A Secretaria de Cultura acrescentou também um detalhe interessante: na sala de exposição, há uma gravação ao fundo com sons da cidade.
Há a sirene do corpo de bombeiros, os sinos da igreja, a marcha nupcial,conversas de pessoas, freadas de carros, apito de trem.

É um trabalho completamente encantador. Enquanto o visitava, fiquei quase aguardando que um dos moradores da cidade esticasse o braço para chamar o bonde, ou que chegasse até o final do escorregador, ou jogasse arroz nos noivos.

Lamento imensamente que minha máquina faça vídeos com qualidade TÃO RUIM.
As fotos que bati ficaram BEM MAIS NÍTIDAS, mas estão enormes. Depois eu boto aqui [cobrem, eu tenho 21 anos mas os tucumãs acabaram com o meu hipocampo].

Os vídeos estão disponíveis no You tube:

Parte 1 - http://www.youtube.com/watch?v=TCDRzGg2BSI
Parte 2 - http://www.youtube.com/watch?v=413dPMBYPII
Parte 3 - http://www.youtube.com/watch?v=kJX-3QAz9IU
Parte 4 - http://www.youtube.com/watch?v=yQAD_2VkfHM
Parte 5 - http://www.youtube.com/watch?v=CTcR5dfniSI
Parte 6 - http://www.youtube.com/watch?v=yup4CKOMjpE
Parte 7 - http://www.youtube.com/watch?v=gLgL_pp0lvI
Parte 8 - http://www.youtube.com/watch?v=BcxjLXTtbMA
Parte 9 - http://www.youtube.com/watch?v=2TLr1iavUQw
Parte 10 - http://www.youtube.com/watch?v=YvlGEzkIUo0

Tentei sempre fazer vídeos curtos. Peço desculpas pela baixa qualidade, pela mão trêmula em algumas horas. É que eu tinha que levantar a máquina acima do vidro e colocar a mão dentro da maquete, aí tremia mesmo.

E outra: enquanto escutava os vídeos, fiquei HORRORIZADA com minha própria voz. Meu Deus, como é que vocês AGUENTAM conversar comigo? Além de fanhosa e língua presa, eu tenho um sotaque TÃO AMAZONENSE que nem acreditei. Acho que devo ficar mais calada...

Bem, desculpem pela narração tosca; tentei falar como se estivesse mesmo conversando com quem fosse assistir ao vídeo. Pra quem tem mania de falar sozinha, isso foi fácil, fácil.

Bem, espero que vocês se divirtam assistindo como eu me diverti visitando.
E pra quem mora em Manaus, vale a dica: na Galeria de Artes de São Sebastião, em exposição permanente, Cidade Santa Anita.Entrada Franca.
Aproveite pra comer um pavê de cupuaçu na cafeteria do Largo, assustar os pombinhos da praça, ouvir uma serenata nas noites de terça e quarta...

E, se você não mora em Manaus, que tal conhecer um pedaço diferente do Brasil?


Menina Prodígio se aventurou aqui às 9:53 PM


----------------------

25.9.06

With a love like that, you know you might be nerd!

E eu estava tentando organizar o meu computador, subdividindo a pasta Meus Documentos em diversas outras. “Faculdade”, e dentro delas, as pastas das disciplinas. “Músicas”, e dentro dela mais pastas de cada artista. “Textos”, e dentro delas a divisão “textos meus” e “textos alheios”. E a pasta “Instaladores de Programas”. E a gigantesca pasta “Fotos”, com a divisão “Fotos preferidas”, e dentro desta ainda as subdivisões “Eventos” e “Viagens”.

E eu cheguei na sua pasta. E empaquei.

Revirei os nossos e-mails que eu, desavisada, baixei para o computador do trabalho quando instalei o outlook lá. E andei com aqueles e-mails em disquetes e pen-drive de um lado pro outro, até consertar meu computador de casa e poder salva-los no meu hd. E imprimi todos, gastando mais de trezentas folhas.

Olhei todas as pastas das suas fotos, fotos das coisas que você faz longe de mim. E são tantas coisas que você faz! Tem foto sua no corcovado, no interior do Pará, com amigos seus que terminaram por virar meus também, e outros amigos que eu nem conhecer conheço. E um vídeo seu da véspera do dia que nos conhecemos.

Será que coloco as minhas fotos com você na sua pasta? Ou deixo na minha pasta de fotos?

E as fotos que eu bati sem você aqui, mas pensando apenas em te mostrar? Aquele jardim bonito, e os tucumãs na feira. E o bolo do meu aniversário. E as danças da festa junina que eu fui. E a maquete da cidadezinha. Será que devo criar uma pasta “fotos pra ele”? E onde coloco? Na dúvida, boto no desktop.

E os seus textos? Os rascunhos dos seus posts que você me mandou? Eles são “textos alheios”? São “textos pra mim”? Será que coloco na pasta de textos ou deixo?

E as músicas! Meu Deus, você me mandou músicas. E na sua pasta também tem músicas que eu te mandei. O que eu faço? E as músicas que não foi você quem me mandou mas tem tudo a ver com você? E os seus trabalhos da faculdade? Boto junto com os meus?

Onde é que você entra na minha organização de vida? Melhor separar tudo o que é seu e colocar naquela pasta que tem seu nome.

E como saber o que NÃO É SEU? Se todas as músicas a gente já ouviu junto, e todos os trabalhos da faculdade eu comentei com você, e todos os posts você leu primeiro, e todos os textos nós nos recomendamos? O que neste computador não tem a sua pegada, dizendo que você já remexeu aqui e ali?

Qual é a parte da minha vida em que você não entrou?

Desisto. Todos os meus arquivos deveriam ir pra sua pasta! Acho que vou mudar o nome da pasta “Meus documentos” pra “Nossos documentos”.

E dentro dessa pasta, outra:

“Nossas conversas no msn.”


Menina Prodígio se aventurou aqui às 10:05 PM


----------------------

23.9.06

Coisa séria

Seguinte, gente:

tenho um pedido de ajuda.

Aqui.

Divulgue, divulgue, precisamos de uma multidão...


Menina Prodígio se aventurou aqui às 10:46 PM


----------------------

21.9.06

Cada um chupa o nariz que quiser. Ou quantos quiser. Ou onde quiser. Ou pode nem ser um nariz.

Daniela Cicareli. Sim, sim, aquilo tudo e tal.

Sendo breve:

- Em matéria de sexo, eu estou profundamente convicta que você pode querer e tentar realizar TUDO - sendo dentro da lei, vai em frente. Não fico chocada com boatos de "fulana é galinha, fulano é corno", pois acho que cada um sabe de si. Não fico indignada com fotos de "aquela safada dando na frente de todo mundo". Se ela tinha vontade de dar, e deu, e ela gostou, ela está é certa. Problema de quem ficar olhando.

Quando aconteceu aquele caso de uma moça que teve fotos suas transando com dois caras divulgadas na internet, eu não fiquei indignada por ela transar, ou se deixar fotografar. Cada um tenta ser feliz do jeito que dá, e quer, e gosta, e acha bom. E, a princípio, TODOS temos de respeitar isso. Mas tem algo muito errado com as cabeças por aí. Não sei se vocês souberam: as tais fotos vazaram pra internet, e descobriram o orkut da moça, e centenas de pessoas-people entraram lá pra chamá-la de vagabunda, piranha, etc, etc.

Pô, que raio de mundo é esse? A errada não é a moça[que, aliás, alegava que as fotos eram montagem].E tanto faz se eram reais ou não. Não é errado transar com dois, cinco, vinte caras. Não é errado tirar fotos, pode ser um joguinho interessante, quem está entre quatro paredes faz o que QUISER. Errado é essas fotos serem divulgadas SEM PERMISSÃO DOS ENVOLVIDOS. Isso tem nome: CANALHICE. Isso é uma tremenda invasão de privacidade, uma imoralidade.

E quanto aos que foram no orkut dela para criticar as escolhas sexuais e pessoais da moça, nem sei o que dizer desse tipo de gente [sic]. Eu não canso de me dizer apaixonada por seres humanos, mas quando eles aprontam essas coisas me dá vontade de gritar de desespero. Talvez o Cristóvam tenha razão, e isso tudo seja problema de educação. Talvez seja desvio de caráter, incapacidade de entender o que o Galileu Barbudinho disse sobre fazer aos outros o que a gente queria receber, mas enfim. Como o Barbudinho disse, o sol nasce pros bons e pros panacas, pra quem tem e não tem orkut.

E aí, eu chego na Daniela Cicareli.

POnto a) "O lugar era público e não era pra transar ali". Hum, tudo bem. Se alguém tivesse cutucado no ombro dela e dissesse "moça, a senhora tá fazendo uma coisa ilegal, pare com isso, e vamos carimbar dedos lá na cadeia", estava CERTÍSSIMO.

Mas não foi isso que aconteceu. Os frequentadores da praia não pediram para que parasse [e se eu fosse uma, talvez ficasse olhando enternecida pensando no meu namorado, como sempre faço quando passo em porta de escola e vejo casaizinhos se abraçando. Tão bonitinho. ]. Se ficaram incomodados, viraram pro outro lado, fingiram que não viram. Tudo bem.

b) "O fotógrafo não fez nada errado, o lugar era público e ele filmou o que qualquer um poderia ter visto. " Certo. O lugar era público. O fotógrafo não fez nada ILEGAL - filmar lugares públicos não é ilegal.

Mas isso não quer dizer que seja uma atitude correta. Esse culto às celebridades distorceu os valores de um jeito estranho. Se você é "famoso"[fama definida por critérios tolos], não pode relaxar, pois a qualquer momento pode ter uma câmera de zoom 100 metros na sua direção. Que é isso. Estamos publicamente dizendo agora que uma certa categoria de pessoas não pode ter paz? Não pode tirar meleca do nariz, atrasar a depilação?

Então, eu, na condição de CERUMANA, vejo um momento da vida do outro CERUMANO e me sinto DONA daquilo? "Transou na minha frente, chapéu!" Que é isso. Um ser humano [eu sei sim como se escreve] minimante respeitoso e educado diria: "puxa, um casal se atracando. Não vou ficar secando muito." Fosse quem fosse, fossem dois garis na rua, fossem "famosos", fossem dois blogueiros. Respeito às opções dos outros. Eu aprendi [levando muito na cabeça, e depois de cometer erros horrorosos e baixos] que os outros podem fazer o que quiserem e eu não posso me meter.

Então, o que o papparazo fez pode não ter sido ilegal.[E eu acho que não foi. Não conheço as leis espanholas, mas sexo em público não tá exatamente liberado. É ilegal transar em público, eu acho. Mas é uma pena. Porque os bichos transam em público e os outros ficam ali por perto, os leões bocejam, os cachorros esperam sua vez. Se a gente pudesse encontrar um casal transando na parada de ônibus e tivesse a liberdade de dizer pra eles afastarem um pouquinho no banco, o mundo ia ser melhor. ] Mas foi anti-ético. Foi FEIO. E fazer coisas anti-éticas é EXATAMENTE o x da questão.

Aí, alguém bota o filminho na internet. Segundo gesto anti-ético. Aí, todo mundo passa o filminho adiante. Inúmeros gestos anti-éticos. E a gente pode fazer isso sem problema. Porque ela é "famosa", ué. Quem escolhe ser "famoso", já sabe que vai ser perseguido por câmeras com super zoom. E passa o filme adiante.

Não, gente, não. Sério. As fantasias sexuais dos outros são DOS OUTROS. Juro. Se cada um parar pra analisar a fundo, vão saltar tantos pervertidos de dentro da gente. E as pessoas só querem ser felizes, antes de serem famosas, ou não serem.

Tentando resumir meus complicados pensamentos:

a) Eles não deviam ter desobedecido a lei transando em uma praia pública.
a.1) O que torna todos os frequentadores da praia cúmplices deste atentado ao pudor. Atentado ao pudor com provas. Quem viu o vídeo é cúmplice também? Deveríamos denunciar o casal? Quem deveria ter reclamado não eram os banhistas que estavam presenciando tudo? Por que não reclamaram? Se eles não se sentiram incomodados, quem somos nós?
b) o fotógrafo não devia ter filmado.
c) nós não devíamos ser tão curiosos sobre a vida dos outros.
d) quem passou o vídeo adiante, devia refletir sobre o "PORQUÊ". Só isso. "Passei por quê? Pra aparecer? Pra compartilhar? Por zoação? E se fosse a minha mãe?"


Menina Prodígio se aventurou aqui às 11:57 PM


----------------------

20.9.06

O presidente e a garçonete

Juro pra vocês que eu acredito nas instituições democráticas. Acredito que o melhor jeito de conduzir a sociedade é através de representantes eleitos, acredito nos três poderes. Acredito ATÉ MESMO que existam candidatos que querem mesmo fazer uma coisa legal, sem cair naquela coisa fácil do "dar comida/dinheiro/emprego/lugar no hospital/vantagem". Ajudardo jeitinho certo, pô, "vou lutar por uma verba, um decreto-lei que regulamente a sua atividade, o cambau." Juro pra vocês que acredito.

Mas pô, pô, pô. Nâo dá. Eu queria tanto, tanto, ser GARÇONETE e que todos os candidatos entrassem na lanchonete e fossem atendidos por mim. Aí, eu fazia a peneira: Deu gorjeta demais? Fora, esbanjão de dinheiro.Desse tipo no governo já chega. Não deu gorjeta? Fora, pessoa-people que não entende as dificuldades dos outros. Gritou comigo? Fora, ditador em potencial. Sorriu o tempo todo? Fora, hipócrita. Jogou papel no chão? Fora, poluidor. Todo mundo na mesa pediu a mesma coisa porque o carinha pagou? Fora,mensaleiros. Cada um na mesa pediu uma coisa diferente? Fora, governante sem apoio das bases. E por aí vai.

E aí, eu ia mesmo saber, vendo essas coisas pequenas, quem é de confiança nas coisas grandes. Por que eu poderia até entregar o meu país pra quem derrubasse catchup em tudo, no chão, na mesa, mas fosse pessoalmente na cozinha pegar um pano molhado pra limpar. Mas pô. Pô. Pô. Os caras derrubam catchup e o outro vem dizer que "não viu, e ora, todo mundo derruba um catchupzinho, que é isso, vai dizer que nunca aconteceu
antes na sua lanchonete? E eu nem proibi o faxineiro de vir limpar, ele pode limpar sempre que quiser..."

E aí, o outro vem dizer que "vou trazer pra sua lanchonete as receitas de um restaurante que fica lá na minha vizinhança, você vai ver só como vai ser bom e ótimo, todo mundo lá gostou." Sei não, filho, quando você tava gerenciando sua lanchonete lá, fazia de tudo pra roubar meus clientes, tentando dizer que minha eletricidade era gato, e que minha matéria prima não era boa. Hum, hum, você faz os seus churrascos gregos lá na sua freguesia, filho, porque aqui o povo gosta mesmo é de torta de cupuaçu.

E aí, a outra doida entra gritando que é vegetariana, que é um absurdo a quantidade de carne que se frita aqui, que ela vai providenciar para que ninguém mais coma carne...E de repente, ela senta e pede isca de filé. Vai entender...

E aí, vem um monte de caras fazendo zum zum zum, cada um deles pede uma coisa mais estranha, ninguém presta atenção. Fico pensando que se eles lancharem, vão sair sem pagar.

Eu queria tanto, tanto, conhecer os caras, saber quem eles são, sem maquiagem, sem musiquinha, saber se eles acreditam nas coisas que eu acredito, saber como eles se comportam quando estão sob pressão, saber sobre o medo e sobre a alegria.

Mas não tenho como saber. E, francamente, não tenho mais motivos pra achar que qualquer um deles vai fazer algo muito inovador ou diferente.

E, no meio dessa minha indecisão, cada vez mais estou tendendo ao 99 confirma. Melhor não fazer nada do que fazer algo apenas por fazer.

Votar consciente. Taí uma coisa bonita de dizer, difícil de fazer.

Alguém aí já decidiu em quem vai votar, hein?


Menina Prodígio se aventurou aqui às 10:50 PM


----------------------

16.9.06

O melhor post da semana

Clique aqui.

E comente. Estou pedindo, comentem. Quem sabe se vocês comentarem, ela continua escrevendo mais vezes. Agora, de computador consertado, então...


Menina Prodígio se aventurou aqui às 5:17 PM


----------------------

14.9.06

Um pouco do meu mundo

Pra quem pensa que neste blog só tem romance e declarações de amor [como as outras, ridículas], mando um pedacinho do meu cotidiano. Aí, ele se transforma num blog-diarinho-romântico-universitário.

Clique aqui para ver uma página do meu caderno. São anotações da Aula de Custos industriais.

Notas explicativas: Eu escrevo usando bic quatro cores, e adoro usar AS QUATRO CORES. Não sei se dá pra notar isso :)

As equações todas falam de lucro, custo, dinheiro...Sabe como é essa vida de quem faz curso capitalista!:D

O gráfico é o cruzamento das equações. Representa o cálculo do ponto de equilíbrio das finanças de uma empresa. Ponto de equilíbrio = PE = quando o custo é igual à receita, então não há lucro nem prejuízo.

O que não é gráfico nem equação, é o que eu faço enquanto o professor explica coisas bobas que eu já aprendi na aula de economia! Digam se não está bonitinho o buquê de rosas...

Beijos administrativos pra todos. Ando sem tempo de escrever, porém, cheia de idéias.

P.S.: Outro dia eu explico direitinho como fazer o rateio de custos indiretos, e desenho as caixas d'água escorrendo dinheiro! HAHAHA, DINHEIRO, DINHEIRO!


Menina Prodígio se aventurou aqui às 11:20 PM


----------------------

10.9.06

Suspiro

Sua mão sobre meu umbigo
Lírio abandonado
No meio de um lago.


Menina Prodígio se aventurou aqui às 12:56 PM


----------------------

5.9.06

Manaus again, Sam.

"You must remember this: A kiss is just a kiss..."



"The world will always welcome lovers as time goes by."










Como disse, estivemos juntos. Caminhando juntos em Manaus.





Tivemos momentos de diversão...





E cansaço...





Provamos sabores... [Taí o sanduíche de tucumã!]





Tive de ficar afastada em alguns momentos, como quando tive de trabalhar...



E também interpretar.


Mas ele sempre me encontrava nos lugares mais improváveis, até atrás da cortina.[Essa foto eu achei tão bonitinha!]



Ele já voltou pra casa. Despedida nunca é fácil, e eu nunca vou me acostumar.





A saudade corta. Eu me sinto fraca demais pra lutar com os dias passando. Mas tem alguém que sente o mesmo e me envia força, em forma de e-mails amarelos como girassóis.



E fica a lembrança de um amor que é cheio de amigos que ajudam até dando almoço.[, obrigada!]


Vídeo nem um pouco ensaiado, que prova que eu e ele deveríamos largar nosas faculdades e partir pra ganhar o Oscar. [Gravado pensando na Mamy, mas todos podem ver.]

"We always have Manaus."



Menina Prodígio se aventurou aqui às 2:49 PM


----------------------

1.9.06

Sonho

Estou digitando um post, e ele está lendo. Do meu lado. Em tempo real.

Vamos ao cinema dentro de minutos. E amanhã, ao teatro. E eu sou feliz.

Bom final de semana.


Menina Prodígio se aventurou aqui às 8:31 PM


----------------------

Este é o blog de alguém que tem vinte e um anos, gosta de ler, gosta de que sua vida seja um livro aberto e gosta de gostar. E falta um ano pra receber um canudo.

Todo dia uma aventura nova. Toda semana uma odisséia. De vez em quando uma atualização


Gostos:

*Cheiro de Fanta Morango* *Sabor de hortelã* *Lençol acetinado* *Violão* *Bolero* *Lua cheia* *Teatro* *Bossa Nova* *Clube da Esquina* *Massagem com óleo Johnson's* *Conjectura de Poincaré* *Beijo no pescoço* *Abacaxi geladinho* *Falar sem parar*



Aventuras em grupo


Sotaques, um blog globalizado
O melhor blog da Internet Galáctica

Blogs

Licor de Marula com flocos de milho açucarados
Alma em Punho
Apostos
appothekaryum
\o/Bloggette
Balde de Gelo
Blog de papel
Cala a boca, que eu tô falando!
Catarro
Oh, Bravo Figaro!
Cartas Curtas
O Coyote é Físico teórico! [E tem cara de artista]
Cumequié?
Copy and Paste
Drops da Fal
Não gostou? Vem me pegar!
Mau humor, mentiras e fé patológica
Mad Tea Party
Pensar Enlouquece, pense nisso.
Blog de Gestão
Gravataí Merengue
Caryorker
O biscoito fino e a massa
John Doe - Juventude, sobriedade e poesia
Jesus, me chicoteia!
Louca por blog? É a mãe! A margarida Inventada
Marmota, mais dos mesmos...
Megeras Magérrimas
Não discuto, por Ticcia Antoniette
Nóvoa em folha
Luabella e suas fases
Liberal, Libertário, Libertino
poliCARPE DI EMili
O estupendo Poeta Matemático [Trinomial e o escambau]
Menina Mateira que não posta nunca
Madame Mean

Sites

Cocadaboa
Malvados
Omelete
Embarque


Frase que fez clique

"Brilhar pra sempre,
brilhar como um farol,
brilhar com brilho eterno,
gente é pra brilhar,
que tudo mais vá pro inferno,
este é o meu slogan
e o do sol."
Wladimir Maiakóvski
Fonte: Anvörg


Arquivos