<BODY>
20.9.06

O presidente e a garçonete

Juro pra vocês que eu acredito nas instituições democráticas. Acredito que o melhor jeito de conduzir a sociedade é através de representantes eleitos, acredito nos três poderes. Acredito ATÉ MESMO que existam candidatos que querem mesmo fazer uma coisa legal, sem cair naquela coisa fácil do "dar comida/dinheiro/emprego/lugar no hospital/vantagem". Ajudardo jeitinho certo, pô, "vou lutar por uma verba, um decreto-lei que regulamente a sua atividade, o cambau." Juro pra vocês que acredito.

Mas pô, pô, pô. Nâo dá. Eu queria tanto, tanto, ser GARÇONETE e que todos os candidatos entrassem na lanchonete e fossem atendidos por mim. Aí, eu fazia a peneira: Deu gorjeta demais? Fora, esbanjão de dinheiro.Desse tipo no governo já chega. Não deu gorjeta? Fora, pessoa-people que não entende as dificuldades dos outros. Gritou comigo? Fora, ditador em potencial. Sorriu o tempo todo? Fora, hipócrita. Jogou papel no chão? Fora, poluidor. Todo mundo na mesa pediu a mesma coisa porque o carinha pagou? Fora,mensaleiros. Cada um na mesa pediu uma coisa diferente? Fora, governante sem apoio das bases. E por aí vai.

E aí, eu ia mesmo saber, vendo essas coisas pequenas, quem é de confiança nas coisas grandes. Por que eu poderia até entregar o meu país pra quem derrubasse catchup em tudo, no chão, na mesa, mas fosse pessoalmente na cozinha pegar um pano molhado pra limpar. Mas pô. Pô. Pô. Os caras derrubam catchup e o outro vem dizer que "não viu, e ora, todo mundo derruba um catchupzinho, que é isso, vai dizer que nunca aconteceu
antes na sua lanchonete? E eu nem proibi o faxineiro de vir limpar, ele pode limpar sempre que quiser..."

E aí, o outro vem dizer que "vou trazer pra sua lanchonete as receitas de um restaurante que fica lá na minha vizinhança, você vai ver só como vai ser bom e ótimo, todo mundo lá gostou." Sei não, filho, quando você tava gerenciando sua lanchonete lá, fazia de tudo pra roubar meus clientes, tentando dizer que minha eletricidade era gato, e que minha matéria prima não era boa. Hum, hum, você faz os seus churrascos gregos lá na sua freguesia, filho, porque aqui o povo gosta mesmo é de torta de cupuaçu.

E aí, a outra doida entra gritando que é vegetariana, que é um absurdo a quantidade de carne que se frita aqui, que ela vai providenciar para que ninguém mais coma carne...E de repente, ela senta e pede isca de filé. Vai entender...

E aí, vem um monte de caras fazendo zum zum zum, cada um deles pede uma coisa mais estranha, ninguém presta atenção. Fico pensando que se eles lancharem, vão sair sem pagar.

Eu queria tanto, tanto, conhecer os caras, saber quem eles são, sem maquiagem, sem musiquinha, saber se eles acreditam nas coisas que eu acredito, saber como eles se comportam quando estão sob pressão, saber sobre o medo e sobre a alegria.

Mas não tenho como saber. E, francamente, não tenho mais motivos pra achar que qualquer um deles vai fazer algo muito inovador ou diferente.

E, no meio dessa minha indecisão, cada vez mais estou tendendo ao 99 confirma. Melhor não fazer nada do que fazer algo apenas por fazer.

Votar consciente. Taí uma coisa bonita de dizer, difícil de fazer.

Alguém aí já decidiu em quem vai votar, hein?


Menina Prodígio se aventurou aqui às 10:50 PM


----------------------

Comments: Postar um comentário

Este é o blog de alguém que tem vinte e um anos, gosta de ler, gosta de que sua vida seja um livro aberto e gosta de gostar. E falta um ano pra receber um canudo.

Todo dia uma aventura nova. Toda semana uma odisséia. De vez em quando uma atualização


Gostos:

*Cheiro de Fanta Morango* *Sabor de hortelã* *Lençol acetinado* *Violão* *Bolero* *Lua cheia* *Teatro* *Bossa Nova* *Clube da Esquina* *Massagem com óleo Johnson's* *Conjectura de Poincaré* *Beijo no pescoço* *Abacaxi geladinho* *Falar sem parar*



Aventuras em grupo


Sotaques, um blog globalizado
O melhor blog da Internet Galáctica

Blogs

Licor de Marula com flocos de milho açucarados
Alma em Punho
Apostos
appothekaryum
\o/Bloggette
Balde de Gelo
Blog de papel
Cala a boca, que eu tô falando!
Catarro
Oh, Bravo Figaro!
Cartas Curtas
O Coyote é Físico teórico! [E tem cara de artista]
Cumequié?
Copy and Paste
Drops da Fal
Não gostou? Vem me pegar!
Mau humor, mentiras e fé patológica
Mad Tea Party
Pensar Enlouquece, pense nisso.
Blog de Gestão
Gravataí Merengue
Caryorker
O biscoito fino e a massa
John Doe - Juventude, sobriedade e poesia
Jesus, me chicoteia!
Louca por blog? É a mãe! A margarida Inventada
Marmota, mais dos mesmos...
Megeras Magérrimas
Não discuto, por Ticcia Antoniette
Nóvoa em folha
Luabella e suas fases
Liberal, Libertário, Libertino
poliCARPE DI EMili
O estupendo Poeta Matemático [Trinomial e o escambau]
Menina Mateira que não posta nunca
Madame Mean

Sites

Cocadaboa
Malvados
Omelete
Embarque


Frase que fez clique

"Brilhar pra sempre,
brilhar como um farol,
brilhar com brilho eterno,
gente é pra brilhar,
que tudo mais vá pro inferno,
este é o meu slogan
e o do sol."
Wladimir Maiakóvski
Fonte: Anvörg


Arquivos


Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com

Powered by Blogger